Rubens Lima

Um poeta que é apaixonado pelo que é e pelo que faz.

Textos


QUEIMADOS (RJ)
 
Minha saudosa terra querida,
Queimados, pacata cidade.
Onde poucos vivem com guarida,
E muitos sem dignidade.

Bairro Nossa Senhora de Fátima,
Ponte-preta, Palestra e São Roque.
Paraíso, bairro esquecido,
De um povo guerreiro e forte.

Meu pai madrugava, eu me lembro,
Na Praça Quinze ele ia buscar.
Peixes frescos para serem vendidos,
Base sólida pra me educar.

No Trem da Central eu vendia,
Picolé e bala-puxa no mel.
De Queimados à Madureira,
De Deodoro a Padre Miguel.

O 'Rapa' era um fiscal implacável,
O poderoso que era igual.
De Queimados à FUNABEM de Quintino,
Tornei-me Fuzileiro Naval.

Viagem que me traz saudade,
Do meu querido grupo escolar.
Minha infância modesta e brejeira,
Livre e solto aprendi caminhar.

Raquel foi paixão bem guardada,
Rio D’ouro, Pique-esconde e garrafão.
Saudosas brincadeiras sem drogas,
No laranjal do fanxem, a infantil invasão.

Luiz Carlos, Celsão e Carlinho,
Jovaci, Marabá e Ditão.
Amigos de outrora querida,
Em que éramos todos irmãos.

Praticando o jogo da vida,
Aprende-se a perder e ganhar.
Mas as vitórias são sempre maiores,
Que as derrotas que possam chegar.

Transferido pra Brasília,
O sonho de criança eu realizei.
Na Capital da Esperança,
Bombeiro Militar enfim me tornei.

Driblando as controvérsias da vida,
Meu Queimados, eu venci!
Hoje no Senado da República,
De você eu jamais esqueci.
Rubens Lima
Enviado por Rubens Lima em 30/04/2007
Alterado em 20/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.rubenspoeta.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras